Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Louco por motos

Estradas fantásticas - Rodovia Lena (Rússia)

por Mário Sérgio Figueredo, em 14.02.11

 

Lembra muito o Norte Velho do Estado do Paraná

 

A rodovia federal russa que liga a capital Moscou à cidade de Yakutsk, capital da República Yakurtia, na regiáo conhecida como Rússia Sibéria, em seus últimos 1.000 km recebe o nome de "Rodovia Lena", isso em alusão ao fato dela margear o Rio Lena em seu último trecho antes de chegar à cidade de Yakutsk. É batizada também como "Estrada do Inferno" - vendo as fotos concluimos facilmente o motivo desse nome.

 

O inferno na terra

 

Na estação do verão, época de constantes chuvas, a rodovia fica intransitável porque vira um mar de lama, transformando-a na, talvez, a pior estrada do mundo. E olha que o tráfego de veículos é intenso. Na época das chuvas mais intensas a cidade de Yakutsk fica completamente isolada pois o acesso à ela só pode ser feito através de barco ou avião.

 

Carro atolado na Rodovia Lena

 

Para complicar as coisas, Yakutsk é considerada a cidade mais fria do planeta, com temperaturas médias no mês de janeiro de - 45 graus célsius.

Essa loucura de lama acontece só no verão porque nas demais estações do ano o frio mantém o piso congelado, transformando a estrada em uma pista plana e lisa, permitindo trafegar em até 70 km/h com segurança. No ápice do inverno o Rio Lena também se transforma em pista de tráfego de ótima qualidade pois sua superfície vira um sólido bloco de gelo.

 

Fora do verão a estrada vira uma pista de gelo

 

Já se fizeram inúmeras e infrutíferas tentativas de asfaltá-la mas a natureza não permite e destrói qualquer obra que se faça. A única solução é conviver com a situação da forma que dá. O governo colocava à disposição dos viajantes, um exército de tratores cuja única finalidade é desatolar as centenas de veículos que ficam presos no barro, entretanto por causa das constantes agressões à equipe de socorro provocadas pelo desespero das pessoas que ficavam dias presas no barro, o serviço foi suspenso e as pessoas hoje são largadas à própria sorte - coisa que só se vê na Rússia.

 

Localização geográfica - nada no meio de lugar nenhum.