Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOG DO MÁRIO

Neste blog eu posto de tudo um pouco, prezando sempre por assuntos que despertam interesse do leitor, evitando assuntos polêmicos como política, religião e futebol. Boa leitura! Eu sei que você vai curtir.

BLOG DO MÁRIO

Neste blog eu posto de tudo um pouco, prezando sempre por assuntos que despertam interesse do leitor, evitando assuntos polêmicos como política, religião e futebol. Boa leitura! Eu sei que você vai curtir.

18
Fev11

Estradas fantásticas - Passagem de Stelvio

Mário Sérgio Figueredo

A Passagem de Stelvio (em italiano: Passo dello Stelvio) é um trecho de rodovia localizada no norte dos Alpes italianos de Bormio, dentro do Parque Nacional de Stelvio, quase fronteira com a Suiça, a 2.757 metros de altitude em relação ao nível do mar.

Vista aérea do trecho de subida da montanha

A estrada original foi construído entre 1820 e 1825 pelo Império Austríaco para ligar a antiga província austríaca da Lombardia, com o resto do país. Suas sessenta Curvas fechadas são um desafio para os motoristas, mesmo os mais preparados. Até Stirling Moss saiu da estrada durante um evento de carros antigos dos anos 1990, provando a todos que essa estrada merece muito respeito por quem quer que seja que ouse trafegar por ela.

De moto essa estrada deve ser saborosíssima

 

Localização geográfica - a noroeste da cidade de Trento

 

 

18
Fev11

Estradas fantásticas - Inversão de tráfego em Hong Kong

Mário Sérgio Figueredo

Conhecendo um pouquinho da história de Hong Kong o leitor entenderá melhor o por que da necessidade dessa magnífica obra:

Para defender os interesses comerciais que a Inglaterra tinha na região asiática, em 1841 o exército inglês ocupou a ilha onde existe hoje a cidade de Hong Kong, tornando a região território inglês e criando um porto livre que funcionarva como um entreposto  comercial inglês.

Localização geográfica

A ocupação perdurou por 156 anos, até que em julho de 1997 o território foi devolvido ao governo chinês. Por causa dessa ocupação a ilha foi desenvolvida dentro dos costumes ingleses, o que inclui a mão de direção invertida, ou seja, o motorista fica no lado direito do veículo e os mesmos trafegam pela esquerda da via, o oposto da nossa, o que conhecemos aqui como "mão inglesa".

Ponte inversora de tráfego

Como em toda a região nos arredores da ilha prevalece a mão de tráfego tradicional, como conhecemos, as estradas que ligam o continente à ilha, em algum momento tem que propiciar a inversão da mão de tráfego. Para que isso ocorra de forma normal foram criadas algumas "pontes inversoras de tráfego" onde o motorista entra trafegando pela mão direita e sai do outro lado trafegando pela mão esquerda da via.

Vista aérea que dá uma dimensão exata da obra

 

14
Fev11

Estradas fantásticas - Rodovia Lena (Rússia)

Mário Sérgio Figueredo

Lembra muito o Norte Velho do Estado do Paraná

A rodovia federal russa que liga a capital Moscou à cidade de Yakutsk, capital da República Yakurtia, na regiáo conhecida como Rússia Sibéria, em seus últimos 1.000 km recebe o nome de "Rodovia Lena", isso em alusão ao fato dela margear o Rio Lena em seu último trecho antes de chegar à cidade de Yakutsk. É batizada também como "Estrada do Inferno" - vendo as fotos concluimos facilmente o motivo desse nome.

O inferno na terra

Na estação do verão, época de constantes chuvas, a rodovia fica intransitável porque vira um mar de lama, transformando-a na, talvez, a pior estrada do mundo. E olha que o tráfego de veículos é intenso. Na época das chuvas mais intensas a cidade de Yakutsk fica completamente isolada pois o acesso à ela só pode ser feito através de barco ou avião.

Carro atolado na Rodovia Lena

Para complicar as coisas, Yakutsk é considerada a cidade mais fria do planeta, com temperaturas médias no mês de janeiro de - 45 graus célsius.
Essa loucura de lama acontece só no verão porque nas demais estações do ano o frio mantém o piso congelado, transformando a estrada em uma pista plana e lisa, permitindo trafegar em até 70 km/h com segurança. No ápice do inverno o Rio Lena também se transforma em pista de tráfego de ótima qualidade pois sua superfície vira um sólido bloco de gelo.

Fora do verão a estrada vira uma pista de gelo

Já se fizeram inúmeras e infrutíferas tentativas de asfaltá-la mas a natureza não permite e destrói qualquer obra que se faça. A única solução é conviver com a situação da forma que dá. O governo colocava à disposição dos viajantes, um exército de tratores cuja única finalidade é desatolar as centenas de veículos que ficam presos no barro, entretanto por causa das constantes agressões à equipe de socorro provocadas pelo desespero das pessoas que ficavam dias presas no barro, o serviço foi suspenso e as pessoas hoje são largadas à própria sorte - coisa que só se vê na Rússia.

Localização geográfica - nada no meio de lugar nenhum.

 

13
Fev11

Estradas fantásticas - Iroha-Zaka

Mário Sérgio Figueredo

A estrada liga a cidade de Nikko ao Lago Chuzenji

Iroha-Zaka (Montanha Iroha) é uma sinuosa rodovia localizada no Japão. Contando com 48 curvas, ela é um importante local da história japonesa, pois os monges budistas atravessavam este caminho para ir em peregrinação até o Lago Chuzenji.

Andar de moto nessa estrada deve ser inesquecível.

A principal via de acesso que liga o centro da cidade de Nikko aos locais turísticos mais afastados também é uma atração da região. A estrada sinuosa possui duas etapas: uma apenas de subida, conhecida como dai ichi Iroha-zaka e uma utilizada somente para descer, dai ni Iroha-zaka.

Localização geográfica

No total são 48 curvas, cada uma delas identificada com uma das letras do antigo alfabeto japonês.

A estrada ficou mundialmente famosa em função do mangá Inicial D, que ganhou versão em filme, séries de tv, anime, game, etc. A história se passa na região da província de Gunma e mostra o mundo das corridas de rua ilegais no Japão.

Cada uma das 48 curvas é representada por uma
das 48 letras do antigo alfabeto japonês.

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D